APELO EM DEFESA DA CRUZ MONUMENTAL DO VALE DOS CAÍDOS COMO SÍMBOLO DAS FUNDAÇÕES DA NOSSA CIVILIZAÇÃO

29 de septiembre de 2020 por Redacción FNFF

Compartir en:

A todos os cristãos do mundo e a todas as pessoas de boa vontade:
A história do Cristianismo é uma história de perseguições, desde a de Diocleciano até aquela que nossos irmãos na Fé, hoje estãao sofrendo em muito dos países de maioria muçulmana, através da Revolução Francesa, os “cristeros” do México ou -durante o passado século XX- a perseguição dos cristãos nos países comunistas.
Espanha, “Terra de Maria”, como São João Paulo II dizia, foi mesmo cristiã desde que o apóstolo Santiago chegou à península no século 1º depois do Cristo. Foi sempre ponta de lança na defesa do Cristianismo, contra o imperio muçulmano durante oito séculos, contra ao turco naquela altura e contra as numerosas heresias na Europa Medieval e moderna depois e, além disso, foi o grande evangelizador do Orbe, das Filipinas até a Terra de Fogo. Espanha, viveiro de Mártires e de Santos, não pode ser compreendida sem a Fé em Cristo, igual do que Europa. E na Espanha, há quase um século, entre 1934 e 1939, os cristianos sofreram uma das maiores e mais terríveis perseguições da história nas mãos duma negra coalizão de socialistas, comunistas e anarquistas chamada “Frente Popular”, com mais de 8.000 mil religiosos e varios milhares de leigos brutalmente assessinados, mortos só e exclusivamente pela sua Fé, além de sofrer o saque e a destruição de boa parte dos lugares de culto e estabelecimentos religiosos de tudo tipo. Isto abriu uma ferida na qual os espanhoís demoraram muito tempo na sua recuperação, mas que de uma maneira admirável exercício de generosidade e reconciliação, consiguiu fechar há décadas.
Como emblema dessa reconciliação e como uma homenagem a todas as vítimas dum lado ou de outro, que sofreram as consequências -em muitos casos dando a vida- desses dramáticos eventos, em 1958 foi concluído nos arredores de Madrid, um impressionante complexo monumental, o Vale dos Caídos, “um símbolo da unidade e fraternidade entre tudos os espanhoís”, e onde foram enterrados cristianamente mais de 30.000 mortos na Guerra Civil, vencedores e perdedores, e que inclui uma basílica
pontifícia, uma abadia exemplar beneditina, um importante centro de estudos da doutrina social da Igreja e a CRUZ MAIS GRANDE DA CRISTIANDADE.
O Vale dos Caídos, desde a sua inauguração, é só do que um imenso cemitério, um impressionante templo católico e, acima de tudo, um lugar de memoria, reconciliação e de lembrança do aquilo que nunca mais deve voltar a acontecer.

A partir daqui tornamos conhecido ao mundo cristão que:
O governo socialista/comunista/ separatista da Espanha, apresentou ao Parlamento um projeto de lei com o objetivo de redefinir o complexo do Vale dos Caídos, desnaturalizar a razão de sua existencia, a expulsão da comunidade beneditina, e se fosse o caso, na última instância, a demolição da Cruz, como é que assim estão exigindo há muito, os socios comunistas do Sr. Sánchez, de facto, a Vice-presidenta do Governo, Senhora Calvo, nas declarações atuais aos meios de comunicação não negou que esta medida será mesmo, objeto de “reflexão”.
Ante a impotencia do que os cristiãos espanhoís estamos a sentir nestes momentos fazemos um APELO a todos os nossos irmãos em Cristo, tanto faz a nacionalidade, em tudo o mondo, para nos ajudar com as suas orações e todas as ações de mídias que sejam necessárias para evitar o sacrilégio que pretendem.
Um APELO que fazemos desde o compromisso com a verdade que nos tornará libres, desde o compromisso com a justiça como maneira superior do conhecimento humano, desde o compromisso com a história e desde o compromisso com a cultura, pois somente através da ignorância e o ódio, é possível desprezar isso como um legado de todas as gerações que nos precedeu. Sua falta de respeito, apagamento ou alteração, típica dos bárbaros, denota a suprema ousadia suprema do pensamento do doutrinação marxista.
Nós somos cristãos e homens/mulheres de fé, humildade e caridade, não admitamos que a nossa antiga civilização milenar de séculos seja destruída, berço da dignidade e do progresso humano. ¡VAMOS LÁ MOVILIZAR!. E que cada um chame ao indiferente e todos imploremos a Deus por sua
ajuda. Amanhecerá e Deus espera que tenhamos cumprido seu mandato, é o nosso dever.
A demolição da monumental Cruz do Vale dos Caídos não é só um ataque bárbaro contra um bem cultural de primeira orden, é um ataque as fundações sobre as quais foi construída a Europa e um retrocesso de várias décadas na defesa da liberdade.
A ASSOCIAÇÃO PELA DEFESA DO VALE DOS CAÍDOS, FAZE UM APELO E PETIÇÃO DE APOIO AOS NOSSOS IRMÃOS NA FÉ PARA EVITAR A DEMOLIÇÃO DA CRUZ

Compartir en: